Eu voltei



E então, voltei.
Voltei pela necessidade de senti-Lo novamente.
Voltei porque entendi que nada sou sem Ele.
Voltei e entendi o que é ser filho pródigo.

Eu me afastei do templo da igreja, dos amigos da igreja, e nesse processo eu esqueci de ser igreja. Me afundei em pecados, uns maiores que outros, mas todos eles se tornaram um vício, e cada vez que eu sentia o prazer momentâneo do pecado, mais eu queria, e quando a euforia passava e eu me via só cercada pela culpa, eu só conseguia pensar em me esconder, não poderia deixar Deus me ver desse jeito.

E tive medo.
Sim, eu senti medo do que Ele estava pensado de mim, e isso me paralisou. De repente já não havia nada em mim, eu era apenas uma casca, um corpo vazio ocupando espaço em um mundo que clamava por luz.

Nesse processo eu entendi o quão fácil é dizer: “Deus te ama”, “Ele perdoa os seus pecados”, mas é tão complicado se deixar ser amada, é quase impossível aceitar o perdão dEle. E foi nessa luta, carne x espírito, que eu entendi que palavras não valem nada se o meu corpo não fizer nada para mudar.

E aqui estou eu. De volta.
Para te dizer que ainda há tempo para mudar, que desistir é sim uma opção, mas entenda que ela nunca será a melhor.

Eu consegui compreender que sou filha, e que por mais que eu queria me esconder no escuro que há debaixo da minha cama, o Seu amor agirá como lanterna que encontrar o caminho do meu coração, do seu coração.

Então parece que no fundo eu nunca fui apenas um corpo, pois dentro de mim batia um coração precisando de amor, de luz e de um abraço que só o Abba poderia me dá.

Mesmo resistindo, e não querendo admitir que eu sentia a falta dEle, Ele compreendeu minha fraqueza e com todo amor me ensinou que eu posso ser a luz que Ele me chamou para ser.

Um comentário:

  1. Que texto mais lindo e emocionante, amiga! Estar longe do Senhor nos deixa vazios, sem forças e sem vida. Fico feliz por ter voltado, isso é muito corajoso. <3
    Beijos e fica na paz do Senhor.

    ResponderExcluir

@amandahauane