Atelofobia


Não sei por onde começar.

Não queria ser obrigada a dizer isso.

Mas parece que não tenho escolha.

Então vamos lá...

Ninguém liga para você, ninguém está nem aí para o que você faz da sua vida, ninguém quer saber o que você come no café da manhã, nem que você viajou para Salvador, as pessoas não estão interessadas se você passou ou não naquela prova, e pior, elas nem sabiam que você ia fazer uma prova, elas não estão ligando para suas conquistas pessoais, nem para o seu livro novo, e as suas mensagens motivacionais não causarão efeito algum na vida de alguém.

Elas simplesmente não lingam para você, não porque é isso que elas fazem, mas porque você não é importante.

Você é inferior.

Sabe aquela sua foto de perfil? Ela nunca chegará a trinta curtidas, pois ninguém liga para você.
E eu sei que isso te machuca, isso te deixa deprimida, afinal você quer ser notada, você quer ser amada, mas eu não vou deixar isso acontecer.

Eu só sobrevivo por causa da sua escuridão, alimentando seus medos e insegurança.

Eu fico feliz quando não vejo seu sorriso, me satisfaz te ver sozinha naquele seu quarto escuro cercada de tanto medo, sinto prazer com as suas lágrimas, e me divirto com a sua baixa autoestima. 

Ainda não consegui te ter cem por cento, pois tem uma parte sua que insiste em florir, mas é questão de tempo para que essa centelha de esperança dentro de ti morra.

E eu conseguirei o que quero...

Matar a luz que existe em ti.

Eu sou o seu medo mais profundo, sou a certeza da rejeição.

Sou a escuridão que não deixa você se sentir amada.

Prazer, sou você.

Atelofobia (grego atelês, -és, sem fim, incompleto, inacabado, imperfeito + -fobia)
Medo causado pela possibilidade de falhar ou de ser imperfeito.

40 comentários:

  1. Uau! U-A-U!!! Acho que sofro disso e outras coisitas mais. Mas ainda bem que tem uma parte, mesmo pequena, em mim que sempre insiste em florir. Bjs

    http://solteiricedemae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, não deixe essa parte de ti morrer.
      Beijos

      Excluir
  2. Uau, que bad! O texto me deu uma agonia intensa e leve tristeza. É muito ruim saber que pessoas que se sentem assim são mais comuns que imaginamos, né?
    Pois, lembrem-se: Vocês são demais.

    Beijocas!
    Dossiê de Verão

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto, dá que pensar! Segui o seu blog *

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  4. Me arrepiei o texto inteiro. Eu sempre soube que eu sofria de atelofobia, e esse texto afirmou ainda mais a minha certeza.
    Amei as palavras, carregadas de uma verdade mordaz. Amei, amei, amei. De coração.

    Beijos, Emy
    Geek Girl

    ResponderExcluir
  5. É muito ruim e angustiante ver que alguém pode se sentir dessa forma, apesar de saber que existem tantos e tantos casos que envolvem esse tipo de sentimento. Dói em mim, e acho que em boa parte das pessoas que talvez venham a ler o seu texto. Nós somos nossos piores inimigos, mas não nos damos conta disso, ou, quando damos, é tarde demais para fazer algo a respeito. No momento em que paramos de nos colocar como inferiores, o mundo ao redor faz o seu trabalho também. Somos imperfeitos a nossa maneira, mas isso nos faz incríveis ♥ Queria que todos soubessem disso, e se lembrassem. Enfim, texto cheio de sensações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por esse comentário, espero que quer ler sinta o conforto que eu sei ao lê-lo.
      Beijos <3

      Excluir
  6. Oi nossa que bad :/ eu sou assim , me pareceu tão eu nesse texto , me sinto minha pior inimiga de tempos , eu tento fazer o meu melhor , por que também sofro de depressão então esse texto me comoveu :/ e fico triste também ... bjs http://jesscastrojc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Estou sem palavras. Me sinto como se tivesse lido um texto feito especialmente para mim e sobre eu mesma. Infelizmente a atelofobia vive dentro de mim. A única coisa que sei que é que não sei como tira-lá. Me sinto impotente e incapaz.

    Amei demais o blog!!
    Beijos <3


    BLOG OCEANOS DE IDEIAS

    INSTAGRAM OCEANOS DE IDEIAS

    ResponderExcluir
  8. Olouco que texto mais top e profundo! Fiquei até com um certo receio e meio magoada hahah parecia que você estava falando comigo mesmo <3 mas ai percebi a reflexão dentro do texto. Parabéns pela escolha das palavras <3
    dezoitoemponto.com

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha ouvido falar sobre atelofobia...mas acredito que todos nós temos um pouco disso e faz parte da vida. O importante é aprendermos a nao depender da aceitaçao alheia...viver em coletividade é importante, mas nao podemos depender das pessoas e muito menos redes sociais para nos sentirmos bem. Um abraço e até a próxima!

    ResponderExcluir
  10. Oiie, olha eu aqui de novo! Nossa que texto. Não vou dizer que foi bad, mas foi muito sincera. E quando a gente é sincera fica mais fácil sentir, não é? É sério que a gente ainda tem essa mania de nos tornarmos o nosso desafio mais difícil? Eu fui lendo o texto tão envolvida e me surpreendi com o final. Muito bom. Beijo

    http://www.verdadeescrita.com/teve-aquele-dia-em-que-eu-quis-sumir/

    ResponderExcluir
  11. A sensação que o texto foi escrito por você......
    É complicado. Quando a gente se sente incapaz, inútil, ou que ninguém se importa. Esses dias são complicados. As vezes, eu me sinto assim :/ E parece, que nunca vai acabar essa angústia não é?
    Mas, cá estamos. Provando que somos fortes.
    Eu espero que você esteja bem.

    Um beijo,
    http://nitente.com

    ResponderExcluir
  12. Será que acabei de ter o meu diagnóstico? Me sinto exatamente como nesse texto. Mas ainda sim, arrisco, mesmo sempre dando errado. O que me faz parar para pensar e ficar com mais medo ainda de encarar esse medo da imperfeição. Mas precisamos ser fortes, e tentar, sempre. Amei o seu texto!

    Bjos, Marinspira <3

    ResponderExcluir
  13. Não sabia que existe um termo pra isso, mas super me identifiquei. A sensação se estar sendo sabotada por você mesmo por ter medo de errar e acabar errando por causa disso: rotina pra mim.
    Mas, por mais que seja mil vezes mais difícil assim, ainda precisamos tentar, viu? Nunca desistir! <3

    literarizandomomentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Que texto forte, hein? Eu tenho dias bons e dias ruins e nesses dias ruins as coisas costumam ficar bem pesadas, porque geralmente desacredito de mim :/
    Queria dar um abraço bem apertado em quem quer que esteja passando por esse momento agora <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  15. Texto super forte e verdadeiro, parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Miga, que texto lindo e reflexivo! Tu arrasas. Temos que deixar nossa fagulha de esperança se transformar num clarão que inunda todo nosso ser pra expulsar esse medo, afinal, ninguém é perfeito.
    Amei demais o texto. ��
    Beijos ��

    ResponderExcluir
  17. O texto está incrível!!! Normalmente focamos em pensar em como é a vida de alguém que se sente assim, mas esquecemos que apesar de muitos de nós não sermos constantemente assim, em algumns momentos temos esses declínios, nos vemos pra baixo e nos sentindo inferiores de alguma forma....
    Excelente reflexão

    ResponderExcluir
  18. Eu estava curiosa para saber do que se tratava o post, e não imaginei que fosse um texto assim hahah.
    Adorei ♥
    É uma droga como, às vezes, nós mesmos nos colocamos para baixo ao invés de nos amarmos e exaltarmos aquilo que sabemos fazer de melhor. ótimo texto!

    Beijos,
    Flá Bergamin
    http://voceetaolivro.com.br/

    ResponderExcluir
  19. woooow! Que texto. Que tapa na cara. Amei, amei real e nem sei como dizer o que esse texto me fez sentir. Parabéns por trazer o assunto sem medo, sei o quanto nós, seres humanos, sofremos desse mal, sem ao menos nos darmos conta de quão ruim isso pode ser para nós, para nossa alma.

    ResponderExcluir
  20. Menina, que texto!!! Amo quando alguém consegue passar um sentimento tão profundo igual você passou. Esse medo persegue a gente, mas temos que enfrenta-lo sempre, todos os dias, porque somos muito maiores do que ele. Eu já me senti inferior demais e sei o que é ter isso na cabeça, hoje eu sempre coloco essa voz no mudo e vou viver minha vida da melhor maneira possível!

    Beijos,

    www.rodoviadezenove.com.br

    ResponderExcluir
  21. Essa sensação que você descreveu no texto é horrível... aliada com a ansiedade fica insuportável. Infelizmente o mundo quer nos colocar para baixo, e isso acaba dos desanimando muito.

    Eu não sei se tenho depressão ou tendências depressivas, mas eu tento sempre dar o melhor de mim e pensar que é melhor eu ser conhecida como quem fez alguma coisa, do que ser conhecida como quem não fez nada. é difícil, mas eu tento fazer dar certo :)

    ResponderExcluir
  22. Aquele momento que você descobre que tem mais um fobia ´-´
    Eu me sinto imperfeita o tempo todo, sempre acho que poderia ser melhor... mas muitas vezes eu dei realmente o meu melhor e não aceito ir mal naquilo que me dediquei. E muitas vezes isso machuca, e dói mais ainda por saber que sou eu mesma que estou me torturando!

    ResponderExcluir
  23. Um ótimo texto pra falar sobre um assunto tão sério, meus parabéns! De fato nossos piores inimigos somos nós mesmos, nos martirizamos pela cobrança de sermos perfeitos o tempo todo e não falharmos em nada, e, acaba que nos sufoca. Isso nos faz tão mal, nos prejudica em tantas fases da vida, como por exemplo provas importantes como concursos pessoas deixam de passar justamente porque o medo vem na frente e já diz que não vai passar. E pra isso acabar temos que ter muita força de vontade e disposição pra ver que somos capazes sim e não precisamos desse complexo de inferioridade, afinal, todos são capazes.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. UAU! Que texto incrível e profundo! Eu sei muito bem o que é isso. Tu passou um sentimento muito verdadeiro e profundo, foi lindo de ver, ops LER <3 Um beijo no seu coração!

    ResponderExcluir
  25. Que texto em, muito profundo, acho que sobre disse, principalmente na parte do medo de ser imperfeito, mas você foi falando também bem sobre esse assunto, parabéns

    ResponderExcluir
  26. CARALHO! Desculpa o linguajar, mas fiquei desconcertada depois de ler o seu texto! Vendo a situação dessa perspectiva percebemos ainda mais a gravidade do problema. Parabéns pela iniciativa e sucesso com o blog. Beijos!

    ResponderExcluir
  27. As vezes nós mesmos somos o que nós atrapalhamos. E provavelmente todos nós temos atelofobia sem mesmo percebermos. Obrigada por mostrar isso as pessoas, as pessoas tem que levar um sacode.

    ResponderExcluir
  28. Meu Deus que coisa mais linda! Nossa foi um balde de água fria. Eu vi a antiga eu nesse texto. Me sentia assim. Agora já mudei bastante, mas antes era um tormento. Você escreve muito bem. Parabéns 💖

    ResponderExcluir
  29. Que texto bonito. A parte que mais gostei foi "Ainda não consegui te ter cem por cento, pois tem uma parte sua que insiste em florir, mas é questão de tempo para que essa centelha de esperança dentro de ti morra."
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Noooossa, pesado, sou eu mesma nesse exato momento uahuaua que tristeza

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Uau!
    Texto maravilhoso, amei cada palavra! 💜😍
    Parabéns! Beijos 😘

    ResponderExcluir
  32. U-A-U! Esse texto me trouxe um sentimento de leve tristeza, porque embora saibamos que tem pessoas que se sentem assim, as vezes passam despercebidas... Mas lendo textos como esse lembramos que isso é mais comum do que se imagina :o
    Adorei o post! Bjuus

    ResponderExcluir
  33. Olá! Emocionante seu texto. Acho que todo mundo tem esse sentimento em algum momento da vida, por mais atenção que tenha da família e amigos, mas há situações que temos medo de sermos rejeitados, que algo que fazemos não seja aceito, ou pior que seja ridicularizado. Mas é preciso vencer esses medos, continuar acertando, errando, ter em mente que não se está sozinho, que outras pessoas também sentem isso e que precisa seguir em frente acreditando que um próximo dia pode ser diferente. Achei lindo seu blog, parabéns !!! Desejo muito sucesso e muita fé !!! bjooooo

    ResponderExcluir
  34. Hahaha me identifiquei. Passei muito tempo me dizendo que eu não era capaz e que era insignificante na vida de todos até que desliguei a importância com o que vão achar ou não. Se estão gostando de mim ou não e decidi "Florir".
    Gostei muito !

    ResponderExcluir
  35. Nossa, parabéns! Texto Foda.. Que toca lá no fundo, e faz vc se automotivar enquanto ler...Sofro disso e nem sabia..rs
    Com certeza vou te seguir, parabéns pelo uso das palavras! Ganhou uma fã!

    ResponderExcluir

@amandahauane